A Fortunada Crítica ao Escritor Pós-Moderno Manoel de Barros

Postado por: GABRIEL NERI GONÇALVES DE MATOS

O escritor mato-grossense Manoel Wenceslau Leite de Barros é um assunto recorrente de avaliações e opiniões em jornais e revistas. Sendo grandemente aclamado por sua criatividade voltada à infância, o poeta pós-modernista vem sendo alvo cada vez mais frequente de críticas, em sua grande parte calorosas e surpreendentes.

O Guardador de Águas de Manoel de Barros entre jornais

O grande reconhecimento do já falecido escritor é material de análise em “A Recepção Crítica à Obra de Manoel De Barros em Jornais e Revistas (2020)”, que visa catalogar e classificar posteriores comentários a respeito de seus livros O Guardador de Águas e Gramática Expositiva do Chão: Poesia Quase Toda.

Desenvolvido por Camila Apostolos Mermiris e Kelcilene Grácia-Rodrigues na Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), o projeto levanta uma análise acerca da crítica à Manoel de Barros em revistas e jornais, através de um banco de dados seguro, com a intenção de ter suas informações sempre atualizadas, por ser um trabalho contínuo e ilimitado.

Texto e foto: Julia Novaes Fernandes Coutinho – Repórter Júnior

Compartilhe:
Veja também